Migalhas nº 4.127

3. Migalhas - SP (06/06/2017)

Migalhas nº 4.127


Leniência

MPF e Grupo J&F assinam acordo de leniência prevendo pagamento de R$ 10,3 bi. Entre as obrigações assumidas, a remoção de Joesley de todos os cargos diretivos e a manutenção do regular pagamento de dívidas e obrigações junto a diversos órgãos federativos, além da execução de projetos sociais em áreas diversas. O advogado Igor Sant´Anna Tamasauskas (do escritório Bottini & Tamasauskas Advogados) assinou o acordo representando o Grupo.


_____________
Migalhíssimas

Acontece, em SP, o evento "Bond, Loans & Derivatives", que conta hoje com a participação de Antonio Giglio, do escritório Demarest Advogados; e amanhã, com a participação do advogado Thiago Giantomassi, da banca.

A AJUFE promove, até amanhã, no RJ, a primeira edição do "I Fórum Nacional da Concorrência e da Regulação – FONACRE". Liliane Roriz, juíza aposentada e sócia do escritório Licks Advogados, participa como debatedora do encontro, que tem como objetivo propor debates entre os magistrados federais.

No dia 8/6, às 11h30, Pierpaolo Cruz Bottini, da banca Bottini & Tamasauskas Advogados, participa do painel "Plenary Session V - Navigating Global Compliance Trends and Global Enforcement Priorities", durante o evento "Criminal Justice Section – The Unified Voice of Criminal Justice", em SP.

Fabiana Solano, de Felsberg Advogados, participa do seminário "Reestruturação e Recuperação de Empresas", organizado pela TMA Brasil, dia 26/6, em Porto Alegre. A advogada participa do painel "Reestruturação Extrajudicial: Uma Nova Realidade", das 13h10 às 14h50.

Professor de Direito Administrativo da USP, Gustavo Justino de Oliveira, do escritório Justino de Oliveira Advogados, ministra a palestra "Participação popular na formulação de políticas públicas hídricas", na Escola Paulista da Magistratura - EPM, dia 24/8, em SP.

Na manhã de ontem, na Faculdade Nacional de Direito da UFRJ, aconteceu o "Seminário sobre Improbidade Administrativa – Comemoração dos 25 anos da lei 8.429/92". A primeira mesa foi moderada pela advogada Thaís Marçal, associada do escritório Lobo & Ibeas Advogados, tendo como palestrantes os advogados André Cyrino, sócio do escritório Binenbojm, Gama & Carvalho Britto Advocacia, que tratou do tema "Corrupção e Direito Administrativo", e Rafael Wallbach Schwind, sócio do escritório Justen, Pereira, Oliveira & Talamini - Advogados Associados, que explanou sobre a temática da "Reabilitação de empresas declaradas inidôneas por atos de corrupção".